Pernambuco Imortal

Taquaritinga do Norte

  • Geral
  • História
  • Geografia
  • Estatísticas
  • Galerias
  • Outras Cidades

Bandeira

Brasão

Prefeito(a)

Gentílico

Taquaritinguense

DDD

81

Distância do Recife

164 km

Aniversário

Fundação

10 de maio de 1877

Histórico

Taquaratinga, atualmente Taquaritinga do Norte, que pimitivamente fora uma taba de índios, começou a povoar-se em meados do século XVIII. No primeiro quartel do século XIX já era um núcleo populoso formado em terras de culturas pertencentes à Dona Maria Ferraz de Brito, a qual dividira a sua propriedade em lotes, o que dera lugar ao desenvolvimento da povoação. Nesse tempo, mais ou menos no ano de 1790, realizou-se no lugarejo uma missão de prédicas religiosas, dirigida pelo padre da congregação de São Felipe Nery, ocasião em que resolveram edificar uma Igreja com a inovação de Santo Amaro, obra que recebeu o apoio e a colocação de todos os habitantes da localidade.

Taquaritinga é palavra indígena verdadeiro topônimo "itacoaraetetinga" buraco da pedra, grande, branca; formado de "ita" pedra, "coroa", Buraco ou abertura "etc" grande, que por elisão prosódica, ficou "i", e "tinga", branca.

Gentílico: taquaritinguense ou taquaritingoara

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Taquaratinga, pela lei provincial nº 1260, de 26-05-1877, desmembrado de Limoeiro. Sede na povoação de Taquaratinga. Constituído do distrito sede. Instalado em 20-06-1879.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Taquaratinga, pela lei provincial nº 1895, de 10-05-1887.

Pela lei municipal nº 2, de 18-04-1892, são criados os distritos de Santa Cruz e Vertentes e anexados ao município de Taquaratinga.

Pela lei municipal nº 41, de 25-07-1895, é criado o distrito de Santa Maria e anexado ao município de Taquaratinga.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Taquaratinga, Santa Cruz, Santa Maria e Vertentes.

Pela lei estadual nº 1267, de 04-06-1915, transfere a sede do município de Taquaratinga para a de Vertentes.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de I-IX-1920, Taquaratinga figura como distrito do município de Vertentes.

Pela lei estadual nº 1931, de 11-09-1928, a sede do município volta a denominar-se Taquaratinga. Sob a mesma lei do distrito de Santa Maria passa a pertencer ao município de Vertentes.

Pela lei municipal nº 5, de 21-10-1930, é criado o distrito de Pará e anexado ao município de Taquaritinga.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 3 distritos: Taquaratinga, Santa Cruz e Pará.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pela decreto-lei estadual nº 235, de 09-12-1938, o município de Taquaratinga adquiriu do município de Vertentes o distrito de Torres.

Pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943, o município de Taquaratinga passou a denominar-se Taquaratinga do Norte. Sob o mesmo decreto acima citado o distrito de Santa Cruz passou a denominar-se Capibaribe e ainda o distrito de Torres a denominar-se Toritama.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Taquaratinga do Norte ex-Taquaritinga, Capibaribe ex-Santa Cruz, Pará e Toritama ex-Torres.

Pela lei municipal nº 17, de 20-08-1948, é criado o distrito de Gravatá do Jaburu ex-Povoado e anexado ao município de Taquaratinga do Norte.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Taquaratinga do Norte, Capibaribe, Gravatá do Jaburu, Pará e Toritama.

Pela lei estadual nº 1818, de 29-12-1953 e de nº 1819, de 30-12-1953, desmembra do município de Taquaratinga do Norte o distrito de Toritama. Elevado à categoria de município. Sob as mesmas leis acima citadas, desmembra do município de Taquaratinga do Norte os distritos de Capibaribe e Pará. Para formar o novo município com a denominação de Santa Cruz do Capibaribe.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 2 distritos: Taquaratinga do Norte e Gravatá do Jaburu.

Pela lei municipal nº 305, de 26-08-1958, é criado o distrito de Pão de Açúcar, ex-Povoado e anexado ao município de Taquaratinga do Norte.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 3 distritos: Taquaratinga do Norte, Gravatá do Jaburu e Pão de Açúcar.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica distrital

Taquaratinga para Taquaratinga do Norte alterado, pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943.

Transferência de sede

Taquaratinga para Vertentes alterado pela lei estadual nº 1267, de 04-06-1915. Vertentes para Taquaratinga alterado, pela lei estadual nº 1931, de 11-09-1928. Transferências distritais

Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09-12-1938, Taquaratinga do Norte adquiriu do municípioVertentes o distrito de Torres.Pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943,

Localização

Unidade Federativa

Pernambuco

Latitude e Longitude

07º54'11, 36º02'39

Mesoregião

Agreste Pernambucano

Altitude

785 m

Microrregião

Alto Capibaribe

Área

475

População

24903

Densidade

52.4273684211

Evolução Populacional

Pirâmide Etária

PIB

R$ 86 907,024 mil IBGE/2008

PIB per capita

R$ 3 879,09 IBGE/2008

Receitas e Despesas

PIB por Setor

IDH

0,688 médio PNUD/2000

Bioma

Caatinga

Clima

Tropical chuvoso com verão seco

Limites

Brejo da Madre de Deus e Toritama (S), Vertentes (L), Santa Cruz do Capibaribe (O)

Cep inicial

55790-000

Casamentos

Docentes por Série

Matrículas por Série

Número de Escolas por Série

Estabelecimentos de Saúde

Frota de Veículos

Escolha a Cidade no Mapa ou na Listagem abaixo

Pernambuco Imortal | © - 2011 Todos os direitos Reservados