Pernambuco Imortal

Goiana

  • Geral
  • História
  • Geografia
  • Estatísticas
  • Galerias
  • Outras Cidades

Bandeira

Brasão

Prefeito(a)

Henrique Fenelon de Barros Filho

Gentílico

Goianense

DDD

81

Distância do Recife

62,1 km

Aniversário

5 de maio

Fundação

5 de maio de 1560

Histórico

As terras do município foram habitadas, antes da presença dos brancos civilizados, pelos índios Potiguáras, Tabajaras e Caetés. Os colonizadores chegaram, provavelmente, em 1534.

Goiana inicialmente se localizou no lote doado por El Rei de Portugal a Pero Lopes de Souza, fazendo parte, assim, da Capitania de Itamaracá. Como a povoação situada no vale do Rio Goiana, que é formado pela confluência dos rios Capibaribe-Mirim e Tracunhaém, passou a ser destacar na segunda metade do século XVI, quando forma fundados os primeiros engenhos, apesar da hostilidade do índios Tabajaras e Caetés, que viviam na região. Alguns desses engenhos foram destruídos pelos indígenas de fato que motivou a organização de expedições de conquistas compostas de portugueses vindos da Paraíba.

Durante o século XIX as atividades comerciais tiveram grande importância no município, graças ao movimento do seu porto, através do qual eram escoadas as mercadorias provenientes do interior.

O topônimo do município aparece pela primeira vez nos catálogos da Companhia de Jesus, em 1592, com o nome de aldeia de "Gueena". O mesmo documento, em 1606, registra-o com a grafia modificada para "Goyana" e, finalmente Goiana.

Alguns estudiosos dizem que Goiana é palavra de origem da língua tupi e significa: gente estimada. Outros filólogos divergem e dizem ter o significado de: mistura ou parente e, ainda, Frei Vicente de Salvador, em 1627, definiu como sendo: porto ou ancoradouro.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Goiana, em 1568.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Goiana, por provisão Régia de 15-01-1685.

Elevado novamente à categoria de vila com a denominação de Goiana, em 06-101742.

Elevado à categoria de cidade e sede do município com a mesma denominação, pela lei provincial nº 86, de 05-05-1840.

Pela lei provincial n 461, de 20-05-1859, é criado o distrito de Nossa Senhora do Ó e anexado ao município de Goiana.

Pela lei municipal nº 28, de 07-07-1896, é criado o distrito de Goianinha e anexado ao município de Goiana.

Por alvará de 16-12-1785 é criado o distrito de Tejucopapo e anexado ao município de Goiana.

Pela lei municipal nº 11, de 24-11-1892, é criado o distrio de Ponta de Pedras e anexado ao município de Goiana.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 5 distritos:Goiana, Goianinha, Nossa Senhora do Ó, Tejucupapo e Ponta de Pedra.

Pela lei municipal nº 129, de 27-09-1912, é criado o distrito de Areias e anexado ao município de Goiana.

Pela lei estadual n 1931, de 11-09-1928, desmembra do município de Goiana o distrito de NossaSenhora do Ó. Para formar o novo município de Aliança.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Goiana, Goianinha, Areias, Tejucopapo e Ponta de Pedras.

Pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943, o distrito de Goianinha passou a denominar-se Condado e o distrito de Areias a denominar-se Itaquitinga.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Goiana, Condado ex-Goianinha, Itaquitinga ex-Areias, Pontas de Pedra e Tejucopapo.

Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Goiana, Condado, Itaquitinga, Pontas de Pedra e Tejucopapo.

Pela lei estadual nº 3340, de 31-12-1958, desmembra do município de Goiana o distrito de Condado. Elevado à categoria de município.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

Pela lei estadual nº 4950, de 20-12-1963, desmembra do município de Goiana, o distrito de Pontas de Pedra. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 4962, de 20-12-1963, desmembra do município de Goiana o distrito de Itaquitinga. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Goiana e Tejucopapo.

Pelo acórdão do tribunal de justiça, mandado de segurança nº 57098, de 27-08-1964, o município de Pontas de Pedra é extinto, sendo seu território anexado ao município de Goiana.

Em divisão territorial datada de I-I-1979, município é constituído de 3 distritos: Goiana, Pontas de Pedra e Tejucopapo.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Localização

Unidade Federativa

Pernambuco

Latitude e Longitude

7°33' Sul , 35°00' Oeste

Mesoregião

Mata Pernambucana

Altitude

13 metros

Microrregião

Mata Norte Pernambucana

Área

501.88

População

75648

Densidade

150.72925799

Evolução Populacional

Pirâmide Etária

PIB

R$ 541 556,879 mil IBGE/2008

PIB per capita

R$ 7 300,38 IBGE/2008

Receitas e Despesas

PIB por Setor

IDH

0,692 (PE: 24º[4]) – médio PNUD/2000

Bioma

Mata Atlântica

Clima

Tropical

Limites

PE: Condado, Igarassu, Itamaracá, Itambé, Itapissuma e Itaquitinga; PB: Caaporã, Pedras de Fogo e Pitimbu.

Cep inicial

55900-000

Casamentos

Docentes por Série

Matrículas por Série

Número de Escolas por Série

Estabelecimentos de Saúde

Frota de Veículos

Escolha a Cidade no Mapa ou na Listagem abaixo

Pernambuco Imortal | © - 2011 Todos os direitos Reservados