Pernambuco Imortal

Belém do São Francisco

  • Geral
  • História
  • Geografia
  • Estatísticas
  • Galerias
  • Outras Cidades

Bandeira

Brasão

Prefeito(a)

Gustavo Henrique Granja Caribé (PSB)

Gentílico

Belemita, Belenense

DDD

87

Distância do Recife

455 km

Aniversário

7 de maio

Fundação

11 de setembro de 1928

Histórico

Belém do São Francisco está ligado à veneração de Nossa Senhora de Belém, padroeira da Igreja da Ilha de Araxá, hoje denominada Ilha das Missões, onde os frades franceses Frei Francisco Domfront e outros construíram a igreja, pelos idos de 1672, tendo aqueles religiosos encontrado uma aldeia de índios araxás, colonizados por Frei Anastácio Audierne.

Em 1972, na grande cheia do rio São Francisco, a igreja de Nossa Senhora de Belém, foi destruída, restando seus escombros como marco inicial da nossa história, ficando este local, por coincidência em frente à igreja do Menino Deus, esta terra firme e no atual Belém do São Francisco.

Dos povoadores de Belém, temos a figura principal do seu fundador Antônio de Sá Araújo que residia ao tempo da povoação de Canabrava.

Em 1830, segundo historiadores os fatos originários de Belém, seu fundador em passeios habituais, distanciou-se um pouco da sua vivenda, encontrando local de paisagem deslumbrante até então deserto, compatível para ali instalar-se com sua fazenda, passar o inverno, construindo à margem do rio São Francisco uma casa de taipa, a casa grande e ao lado desta a senzala, residência dos escravos.

No ano de 1840, na Santa Missão, pregada pelo Padre Francisco Correia, foi lançada a primeira pedra da capela, consagrada a Nossa Senhora do Patrocínio. Daí, surgiram as construções de casas de João de Sá Araújo e Padre Francisco Tavares Arcoverde e outras, que constituiram o conglomerado, dando o nome de Belém em homenagem à venerável padroeira Nossa Senhora do Belém, da extinta capela do Araxá.

Figuras de relevo contribuíram para o progresso de Belém nos seus primórdios, entre outros, Antônio de Sá Araújo, Manoel Carvalho Alves, João Avelino de Carvalho Dandão e, reconhecidamente, o tenente coronel Jerônimo Pires de Carvalho.

Belém foi elevada à categoria de Freguesia, pela Lei Provincial nº 1885, de 12 de outubro de 1835 e provida canonicamente em 1910, com a nomeação do seu primeiro vigário, o Padre Norbeto Phalampin.

As águas do rio São Francisco na sua grande cheia, em 1919, arrazaram quase a totalidade da cidade com inundação, obrigando seus ribeirinhos a construir nas partes altas.

Formação Administrativa:

Distrito criado com a denominação de Belém pela lei provincial nº 1836, de 12-03-1885 e lei municipal nº 2, de 01-12-1892, subordinado ao município de Caboró.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Belém, pela lei provincial nº 345, de 1305-1854, desmembrado de Boa Vista. Sede na vila de Belém constituído do distrito sede. Instalado em 08-11-1854.

Pela lei estadual nº 597, de 07-05-1903, transfere a sede da vila de Belém de Cabrobó elevado à condição de cidade.

Pela lei estadual nº 1641, de 10-05-1924, o município de Belém passou a denominar-se Belém de Cabroró.

Pela lei estadual nº 1931, de 11-09-1928, o município teve sua denominação simplificada para Belém.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.

Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09-12-1938, adquiru o distrito de Itacuruba do município de Floresta.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Belém e Itacuruba.

Pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943, o município de Belém passou a denominar-se Jatinã.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Jatinã e Itacuruba.

Pela lei estadual nº 1771, de 0712-1953, o município de Jatinã passou a denominar-se Belém de São Francisco.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 2 distritos: Belém de São Francisco e Itacuruba.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei municipal nº 129, de 26-09-1962, são criados os distritos de Ibó e Riacho Pequeno e anexados ao município de Belém de São Francisco.

Pela lei estadual nº 4939, de 20-12-1963, desmembra do município de São Francisco o distrito de Itacuruba. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído de 3 distritos: Belém de São Francisco, Ibó e Riacho Pequeno.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alterações toponímicas municipais

Belém para Belém de Cabrobó alterado, pela lei estadual nº 1641, de 10-05-1924. Belém de Cabrobó para Belém alterado, pela lei estadual nº 1931, de 11-09-1928. Belém para Jatinã alterado, pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943. Jatinã para Belém de São Francisco alterado, pela lei estadual nº 1771.

Localização

Unidade Federativa

Pernambuco

Latitude e Longitude

08º45'14, 38º57'57

Mesoregião

São Francisco

Altitude

305 metros

Microrregião

Itaparica IBGE/2008

Área

1830.79

População

20236

Densidade

11.053151918

Evolução Populacional

Pirâmide Etária

PIB

R$ 102 244,730 mil IBGE/2008

PIB per capita

R$ 4 810,61 IBGE/2008

Receitas e Despesas

PIB por Setor

IDH

0,669 médio PNUD/2000

Bioma

Caatinga

Clima

Semi-árido

Limites

Salgueiro (norte), Estado de Bahia (sul), Itacuruba e Carnaubeira da Penha (leste) e Cabrobó

Cep inicial

56440-000

Casamentos

Docentes por Série

Matrículas por Série

Número de Escolas por Série

Estabelecimentos de Saúde

Frota de Veículos

Escolha a Cidade no Mapa ou na Listagem abaixo

Pernambuco Imortal | © - 2011 Todos os direitos Reservados